Aumento peniano

O órgão sexual masculino consegue cada vez menos manter-se hirto de forma vigorosa e duradoura.

Disfunção erétil em caso de diabetes mellitus

A disfunção erétil como consequência do distúrbio metabólico

Quase cada 2.º homem de meia idade com diabetes sofre, mais cedo ou mais tarde, de uma limitação cada vez maior da sua sexualidade. A vontade de ter uma vida livre, torna-se cada vez mais difícil, pois muitos são os que em consequência da doença prolongada ao longo de anos, são afetados por uma disfunção erétil, em que o órgão sexual masculino deixou de conseguir manter-se suficientemente hirto durante o tempo suficiente. O que infelizmente representa uma elevada carga emocional para homem e afeta triplamente a sua vida: afeta o homem, a sua parceira e a própria relação entre ambos.

Causa

Como doença metabólica crónica, os diabetes causam, entre outros, lesões vasculares e danos nos nervos, pois o nível elevado de glicémia é nocivo para os vasos sanguíneos e nervos, dando origem a uma neuropatia autónoma. As consequências: Os nervos e os vasos sanguíneos nas extremidades e em estruturas decisivas na zona dos genitais deixam de funcionar corretamente. O órgão sexual masculino consegue cada vez menos manter-se com vigor rígido o tempo suficiente - até que após um processo que se arrasta ao longo dos anos deixa de ser possível a ereção.

Solução

Um dos efeitos positivos de PHALLOSAN® forte é a irrigação que aumenta consideravelmente em toda a zona dos tecidos do pénis. O que causa um melhor fornecimento de oxigénio e nutrientes ás células para os músculos e tecidos dos nervos periféricos e vasos afetadas pela doença metabólica. A alteração positiva é sentida logo após alguns dias.